Gabriela Cravo e Canela, Nós e a telepatia....


Li Jorge Amado na minha adolescência. 
Assisti a primeira versão da no vela "Gabriela" com a Sônia Braga e adorei, eu era ainda um bebê....kkk. 
Mas no remake não consegui acompanhar toda ela, devido ao horário. 
Assisti (na companhia de minha filha) a um ou outro capítulo. 
Isso quando no dia seguinte não tinha aula - também gostei muito como ficou a nova versão. 
Defendo que a Globo deveria colocar esse tipo  de progama (remake e séries) nas férias,  ou no lugar das novelas para a gente conseguir assistir a TV aberta eventualmente (sim eles tem produções lindas que no horário nobre daria mais ibope que as novelas, e são mais curtos que as tais - não estou abolindo as novelas só entre pedindo uma pausa de 1 ou dois meses sem). 
Aqui no horário da novela leio, é muito mais produtivo para mim. 
Mas tem dias que quero tricotar ou bordar e ter um programa melhor ajudaria...rsrs.
Quando estava terminando a novela minha filha reclamou que não poderia ver, e falou que gostaria de ler o livro. 
Claro que eu incentivei, afinal ler Jorge Amado nos dias de hoje, não é algo que os adolescentes façam de maneira fácil, falei que assim que fosse possível eu compraria o livro. 

E como aqui tudo acontece em ondas telepáticas, no final de semana, a madrinha dela, minha irmã - a "primogênita" (para não dizer mais velha...rsrs) veio nos visitar e trouxe alguns livros que  estavam parados em sua casa, para nós lermos e darmos um novo destino a eles. 

Adivinha se não foi um prazer ver que junto com alguns livros estava esse da foto??? 
Sim caros colegas, ele já foi devorado pela primeira vez por minha filha e pela não sei que vez, por mim.... 
Tem reclamações, claro que tem....
No ínicio ela reclamou que ele estava chato, que Jorge Amado era muito minuncioso em sua descrição...
Então lembrei a ela que na época não existia fotografia fácil, nem revista circulava por aí ... 
Que era necessário construir mentalmente cada detalhe para ter realmente um companheiro de viagem...ciente disso foi mais fácil  aproveitar a leitura. Não que ela já não soubesse disso, sabia mas não "atinava" no momento.

Você já leu esse livro?
Tem interesse?
Deixa um comentário me contando se leu, gostou ou não. E se deseja lê-lo.
Ah! não esquece de me contar sobre a sua capacidade telepática...rsrs

Importante: 
Se mais de uma pessoa desejar lê-lo farei um sorteio de última geração usando papel e caneta..


Muita luz e Paz
Abraços

Cupcake de Banana Nigella Lawson - receita

Assistindo "AnaMariaBraga" vi a Nigella Lawson fazendo esse bolinho de forma tão rápida e prática que decidi investir alguns minutos com ele.


Ficou muito saboroso e fofo - "confere"


E ontem repeti a dose, mas acrescentei uma colher de chá bem cheia de canela, ficou melhor ainda....

A receita é simples

3 Bananas amassadas
125 ml de óleo
2 ovos
100 gr de açucar mascavo
3 colheres de sopa de cacau em pó
1 colher chá bicarbonado de sódio
225 gr de farinha de trigo

Misture os três (3) primeiros ingredientes e reserve. Penere os ingredientes secos e misture tudo com uma colher. Coloque em forminhas e leve assar em forno pré aquecido (180ºC) de 15 a 20 minutos.

*se você acrescentar canela o cheiro fica maravilhoso e sabor também.  
**Ah! na segunda vez não tinha bicarbonato e eu coloquei o fermento para bolo mesmo e também ficou legal.
*** ótima receita para aproveitar bananas que estão maduras em demasia.

Se você decidir fazer me conta. 
E se tiver uma receita assim simples, socializa vai!


Muita Luz e Paz!

Abraços



Batata recheada - micro

A "cumadi" Vinni, do blog Amehlia Digital (que faz coisas deliciosas clica aqui e confere) mostrou uma batata recheada cozida no micro ondas. 
Claro que eu tinha que tentar.  
Ela fez com a bata inteira, mas como as vezes minha filha vem com uma convidada para o almoço sem avisar, eu lembrei disso e cortei a batata ao meio, fiz uma batata média, para cada um (somos em 3). Cozinhei no micro (apertei um botão que tá escrito batata - e apareceu no visor 5 não sei indicar qual potência), as menores ficaram macias e a maior precisei deixar mais dois minutos, após o teste do garfo. Retirei o miolo sem danificar a casca, esmaguei misturei com duas colheres de requeijão, uns bacons picadinhos desidratado também no micro. Cobri com queijo e levei gratinar.


Não sujei nenhuma panela, ficou bem saboroso e foi uma refeição completa. Tá eu sei que precisaria de mais proteina do que tem aí. Mas não somos muito da tal carne. E não pense que tinha muita gordura, pois o bacon era só para dar uma lembrança, e o requeijão foi apenas um agregador. 
Por isso, se você gostar, com mais bacon, mais requeijão é só acrescentar. 


Meu prato é esse aí com a salada. 
Mas vou confessar eu comi mais salada do que isso aí. 
Detalhe a filha já me convocou para ensiná-la a fazer esta maravilha culinária. 
E quer tentar com recheio de atum que segundo ela ficará mais saboroso.

Gente eu adoro comida prática, que se for para fazer para um só não dá trabalho e é saldável. Agradeço a Vinni pela inspiração.

Me conta você tem alguma receita assim para me dar? Colabora vai sou meio atrapalhada para grandes feitos culinários.


Muita Luz e Paz
Abraços

Esmalte e Educação

A proposta da Fernanda Reali é uma blogagem onde coloquemos  fotos voltadas ao tema da educação formal, conhecimento adquirido.
Vendo o que está acontecendo com a educação em nosso país, minha primeira idéia foi pintar as unhas de preto, pensei:

Manifestarei meu luto 
pela atual situação da educação.

Porém, lembrei-me que tenho professoras super competentes que foram minhas colegas de trabalho, amigas reais, outras virtuais, sobrinhas, tias, primas que deveria lhes homenagear.


Então usei azul para homenagea-las e preto (esmalte 5Cinco) em uma única unha para mostrar luto, mas não um luto triste um luto de esperança com o brilho da Impala Paz e Amor. 


Felicidade da mãe quando a filha chega com uma prova onde a professora escreve um elogio. Isso é melhor que a nota, ela com os olhos brilhando e mostrando não tem preço.



Abrir a prova e ver o elogio a seguinte questão respondida com a opinião de minha filha, foi algo maravilhoso. 
"Podemos dizer que há um modo capitalista de viver, de sentir e de pensar? Justifique sua resposta.
Sim, a sociedade atual nos molda para possuir um certo padrão de vida: casado, estável financeiramente, com sucesso notrabalho e filhos. E os sonhos da população em sua maioria acabam por ser moldados também. Somos induzidos a pensar de uma mesma forma e buscar um mesmo objetivo, além de, pelos padrões sociais sermos também moldados para excluir quem não se enquadra neste padrão e questionar seus sonhos "lunáticos" que não abrangem dinheiro e poder."


Aqui o maior investimento que fazemos é em escola e livros, prefiro isso a comprar a roupa da moda, ou bolsa e sapato de marca.

E você? Como tem pensado a educação formal em sua vida?
Quer ver mais sobre esse tema? Clica aqui e confere.

À todos os profissionais de educação. 
Parabéns por seu dia!

Desejo que em breve nossas autoridades descubram que a educação não precisa de salas de informáticas em escolas precárias, sem nem instalações eletricas condizentes. E sim, de escolas em boas condições físicas, segurança, com professores bem pagos e bons livros.

Muita Luz e Paz
Abraços

A vida, vivida em ondas

Tudo na minha vida vem em ondas. "Tipo assim", nada vem sozinho. Se tem problema na parte elétrica sempre são 3 ou 4 que precisam de reparo. 

Se alguém adoece, pode saber que em breve tem mais 1 ou 2. Mas quando morre, meu companheiro, queria eu que fosse apenas 1 por décadas. Mas aqui ningué quer ir sozinho.

Faz um tempo que ao olhar para trás (coisa que não faço frequentemente - devido a fatos não tão bons de lembrar) percebi que ao longo de 10 anos, 10 pessoas de nosso círculo se foram para a outra dimensão. 

Então entramos numa fase de calmaria.

Faz algum tempo meu tio (cunhado de minha mãe) adoeceu e com o passar do tempo está cada dia com um novo tratamento (minha madrinha - filha dele sofre muito pelo medo da perda). Minha mãe caiu em 2011 e quebrou o fêmur, enquanto estava imobilizada, a irmã mais velha dela morreu (após cirurgia similar a que Mamãe fez) e 30 dias depois o irmão mais velho que estava convalescente a alguns anos. 

Passados 2 meses, minha mãe começou a apresentar alguns eventos sinistros. Na sequência a irmã dela (mãe da minha madrinha) precisou fazer uma cirurgia para retirada de parte do lóbulo da orelha, motivo: câncer de pele.

Vivemos num entra e sai de clinica e hospital, ou um confortando o outro nem que seja apenas por telefone. 

Os exames de minha mãe sempre deram ótimos, mas ela já apresentou mais de uma vez os tais eventos. Na última consulta o neuro medicou para AVC (micro AVC). E assim vamos levando e observando se volta a ocorrer. 

Ou seja estamos mais relaxados, tranquilos... quer dizer "estávamos".

Na semana passada meu sobrinho contou que minha sogra teve um AVC e precisou ir ao cardio, até aí tudo bem. Mas quando deu o segundo, decidimos que iríamos até lá. Afinal a presença dos filhos ajuda na recuperação (tá eu sei que não é a cura, mas quando nos sentimos amados nos fortalecemos). 
Chegamos lá (480km de viagem), ela ainda convalescente, mas bem. Conversamos um pouco e na sequência soubemos que o pai da cunhada, fez a passagem e estava sendo velado durante aquele dia (e noite). Lá fomos nós dar um abraço e carinho para fortalecer a família.

Meu sobrinho ficou encarregado de escrever o epitáfio, e eu o ajudei (minha primeira experiência nesta área) Pensei em quanto seria legal que as pessoas escrevessem e falassem mais o quanto amam sem que fosse na despedida. 

Sabe que nos aniversários ao invés do "Parabéns!" fosse algo mais pessoal.

Bem essa história toda é para contar que eu estou muito feliz e agradecida por nestas horas contar com a família.

Não pense você que a reunião da minha família, ou da família do marido é algo harmonico. Pois não é....  

É um evento barulhento onde cada um expõem sua verdade, mas no final o que vale é que estamos no mesmo lado. 

Estamos tentando proteger, mimar e amar. 
Cada um a sua maneira.

Preciso ressaltar que entre mortos e doentes, estamos todos bem. 
E o mais importante...

Estou feliz!
Amo viver
Amo poder contar com pessoas queridas ao meu redor.


Muita Luz e Paz
Abraços

Síndrome do feminismo

Domingo saímos para almoçar e quando olhei para a televisão num canto distante do restaurante, vi que estava passando o filme Sherek. Então numa daquelas reflexões "importantíssimas" comentei:
- Não entendo o motivo do Encantado desejar tanto casar com a Fiona.
- Ué!! Ele quer ser o rei, mãe!
- Mas o Encantado é filho de uma fada madrinha, ou seja, ele não será rei nunca.
- Claro que será! Ele quer ocupar o lugar do pai da Fiona.
- Filha o marido da Rainha não é rei. Veja o marido da rainha Elizabeth é Felipe, Duque de Edimburgo.
Não apita nada.
- Mãe o Sherek é um Ogro!
- Exatamente! Nem ele pode ser rei. Ou será que o produtor está sabendo algo que eu não sei?
- Amor, o Sherek é rei de onde?
- De Tão Tão Distante.
- Viu lá o marido da rainha é o rei.
- Mas depois a gente chega no colégio e sofre para aprender que a esposa do rei é rainha e que o marido da rainha pode ser qualquer pessoa. Que ninguém passa a ser rei se não tiver nascido na família real.
- E se o rei morreu, e o marido da Fiona não puder ser rei. Mãe, quem reinaria?
- A Fiona.
- E chego a seguinte constatação, fala-se tanto em transmissão de conhecimento através da sétima arte, mas se olharmos as bonequinhas das princesas Disney, algumas delas não são princesas. São heroínas ou batalhadoras mas pertencem a plebe e tornaram-se princesas ao casar com o príncipe (caso da Bela e da Rapunzel) as demais continuam plebéias. Jasmine casou-se com um ladrão. Vamos nomina-las

Mulan, Jasmine, Pocahontas, Rapunzel, Bela e Tiana. Mulheres fortes de personalidade e que nasceram em lares humildes. De pessoas de bem, cumpridoras de seu deveres e extremamente injustiçadas pela classe dominante.
- Mãe assim a história perderia a graça!



Entendo, isso quer dizer que eu estragaria tudo, mas isso é apenas uma reflexão. 
Será que estou me transformando em uma feminista radical??? 

Não! Eu apenas estava filosofando sobre isso, falando, falando e falando.

E você? Já usou seu tempo para falar sobre algo assim que não muda em nada sua vida, não altera a natureza da coisa como um todo. Mas que ocupa sua mente com algo livre. Sem teorias, ou provas. Apenas divagando?

As vezes sou dada a isso. 

Muita Luz e Paz
Abraços





Esmante e Brinquedo

Aproveito e faço um desabafo.
........ minha filha já é uma adolescente e nós, juntas, abrimos mão dos brinquedos (falo nós...por eu ser a que mais me divertia...rsrs). 
Tivemos Barbie, Susie, Cambalhotinha, Meu bebê, entre outras. E minha filha preferia brincar com os bichinhos de pelucia, ou de correr, pular corda. As vezes (bem às vezes), ela deixava eu brincar com as bonecas, eu vivia tricotando ou costurando uma peça nova de roupa para elas. 
Atualmente existe um "acervo particular " (de bichinhos de pelucia - pouquissimas unidades). 

Confesso que gosto mais de bricar, do que do brinquedo em si (acho que é culpa da infância pobre sem brinquedos)

E acredito que a criança que aprende a brincar, não precisa de tantos brinquedos diferentes (olhe para mim. Sou quase normal....kkk)
Amo andar de perna de pau, jogar betes, pular corda. E tenho, digo temos, estes brinquedos também.

Para participar da blogagem de hoje escolhi os três fofos, que são figurinhas frequentes em nossa vida (leia-se da minha filha, mas sou eu que dou banho e troco a roupa...rsrs), e estão sempre lhe fazendo companhia.


Nas unhas um esmalte da Impala Fun - cor Esconde-esconde... 

Para entrar no clima do dia das crianças e estimular 
Papais e Mamães a brincarem com seus filhos. 
Aproveite o feriado, faça um pic-nic. 
Dê muito carinho e muita atenção. 
E libere sua criança interior. Divirta-se!


Muita Luz e Paz.
Abraços

Jovens Adultos - Filme

Na terça-feira assisti com minha filha o filme "Jovens Adultos" com Chalize Theron. Lá pelas tantas ela chegou a seguinte constatação:

- Nossa ela pensa como adolescente!
- Exatamente! Ela não amadureceu, ficou presa em uma etapa da vida. É disso que eu comento no quesito relacionamentos. Acabou. Enterra e sai para a vida. A gente tem que ser feliz.
- Tá mãe! Mas eu posso pensar como adolescente. Eu sou adolescente!
- Impossível filha você nasceu adulta.

Então, ontem saímos para a nossa caminhada de fim de tarde, rolando altos papos. Com ela me pedindo dicas e lá pelas tantas eu falei:
- Agora chega! Já dei todas as dicas. Daqui até em casa vou ser sua mãe, não vou  ser adolescente!
- Impossível mãe! Eu sou o adulto na nossa relação!

Odeio quando ela usa meu veneno contra mim....
Anotação pessoal, cuidar mais com o que eu falo.

Sinopse e detalhes

Divorciada, a escritora Mavis Gary (Charlize Theron) retorna para sua cidade natal no estado de Minnesota, nos Estados Unidos, disposta a reconquistar seu ex-namorado, Buddy Slade (Patrick Wilson). Acontece que ele, atualmente, está casado com Beth (Elizabeth Reaser) e acaba de ganhar uma filha. Mesmo assim Mavis não desiste, já que acredita que Buddy na verdade está infeliz e quer retornar para a mulher dos seus sonhos, ou seja, ela.(tirei daqui)
Sobre o filme, embora esteja classificado como comédia, talvez alguns dêem altas risadas, eu achei um drama, não daqueles que nos fazem chorar, mas aqueles que nos levam a pensar. 

É muito triste quando alguém não consegue dar sequência a sua vida e fica travado em uma época. Deixando de valorizar tudo o que conquistou.  Achando que a felicidade está em outro lugar.

Essa semana no facebook o Mauj Alexandre Imamura comentou sobre pessoas que só lamentam oportunidades perdidas, e talvez por isso, no filme foi o que me chamou a atenção. 

Ah! Ele tem um blog que eu te recomendo ir conhecer.. Lost in Japan tem relatos ótimos onde ele nos mostra um pouco do Japão e de sua realidade no dia-a-dia, dentro de toda a riqueza cultural desta terra distante.  Clica aqui o prazer da visita é garantido sem contar que ultimamente ele está virado na Palmirinha. Dando receitas incríveis. (rsrs)



Muita Luz e Paz
Abraços


Abóbora - receita de salada tipo vinagrete

Minha filha não gosta de abóbora, e eu sou daquelas mães que acredita piamente que nutrindo o organismo corretamente, evitamos muitas doeças e uso de medicamentos (além disso sou essencialmente vegetariana - como carne de vez em quando). E como sei que existem propriedades terapeuticas em cada um dos alimentos, com a Abóbora não é diferente. Possui carboidratos, calcio, potássio, ferro, magnésio, vitamina A, C, E entre outras.

Por isso quando descobri esta receita, teste e vi que tem boa aceitação aqui em casa decidi dividir com você, como uma aliada que divide segredos de batalha.

Começa assim você pega a abóbora e lava bem a casca com agua e sabão, exagua bem para retirar os resíduos, descasca e rala no ralador grosso ou corta fininho eu prefiro cortar.



Coloque agua para ferver em uma panela e leve a abobora fatiada/ralada para cozer por 3 minutos, retire coloque em uma vasilha com agua gelada para parar o cozimento e escora. Acrescente tomate, cebola cortados à Juliana e tempere ao seu gosto



Fica assim bem colorida e saborosa, alem de ter vários nutrientes, assim minha filha come e adora, só recentemente contei que é "casca" de abóbora, ela ainda não tinha percebido.


Estão servidos?

Muita Luz e Paz!
Abraços


Blog protegido

myfreecopyright.com registered & protected

Visualizações

Categorias